Grandes Lançamentos de 2011: Revisão de Batman: Arkham City

O jogo do genero Ação e Aventura com elementos  Beat ’em ups e stealth lançado dia 18 de Outubro para PS3 e Xbox 360, 15 de Novembro para PC, a versão de Wii U  esta marcada para 2012, ele é a sequência de Batman: Arkham Asylum.
Sharp, ex-diretor de Arkham Asylum, levou crédito por deter a tentativa do Coringa de tomar o  Asilo, e usou a notoriedade para se tornar prefeito de Gotham City. Considerando Arkham e a Penitenciaria  de Blackgate não mais  adequadas para conter os criminosos da cidade os insanos, Sharp fecha as instalações e compra boa parte das favelas da cidade,transformando as em uma prisão a céu aberto chamada Arkham City. A instalação é colocada sob os cuidados do génio psiquiatra Hugo Strange – ques esta  secretamente manipulando Sharp, a instalação é  vigiada por um esquadrão de mercenários fortemente armados contratados de uma empresa militar privada desonesta chamada Segurança Tyger. Os detentos são mantidos em rédea solta, desde que não tentem fugir. Batman mantém uma vigília sobre a cidade de detenção, preocupado que a situação caótica fique fora de controle. Enquanto isso, o Coringa é acometido de uma doença potencialmente fatal, modificada pelo transformação resultante do consumo da formula Titan um soro esteróide instável que tem a capacidade de transformar os homens em monstros enlouquecidos.
Os eventos do jogo tem inicio quando o duas caras decide executar a mulher gato publicamente para por em pratica um plano para ganhar popularidade entre os internos e os vilões que ainda estão fora da cidade, Batman decide entrar em Arkham City e impedir a execução pelo bem de Gotham e de seu antigo relacionamento com a mulher gato.(ele acaba dentro da prisão com a identidade de Bruce Wayne, mas não vou spoliar o como e porque)
PS: Ganhar notoriedade numa prisão executando uma mulher? não deveria ser trazendo mais mulherres para dentro? … Essa ja história  começo com furo do tamanha da camada de ozonio a , afinal presos desperdiçando uma mulher, e ainda mais uma do calibre da mulher gato ?!  hehe eu acho que não.

História:
A história em si é boa (apesar do furo inicial) e até o DLC da mulher gato tem integração com a história principal,recomendado jogalo no inicio, o problema ficou no excesso de vilões pois nenhum acabou ganhando tanta atenção , e todos ficaram com papéis muito secundários, o final  é bom(pelo meu ponto de vista, mas fãs mais tradicionais podem achar umas droga) é surpreendente mas poderia ser mais longo e ter um pouco mais de profundidade e emoção na ultima cutcene.
Nota 8.5/10

Jogabilidade:
Muito boa, combates bem implementados com vários tipos de counter attacks , podendo atacar vários inimigos ao mesmo tempo, agora  quase todos os equipamentos podem ser integrados em sistema de hot keys(prontos para usar com uma tecla sem ser selecionados em menu) deixando a jogabilidade mais rápida e dinâmica  o retorno de todos os equipamentos do jogo anterior já no inicio (com exeção dos mais extremos como Ultra Batclaw,substituído pelo Batclaw e Sonic Batarangs) e a maioria foi implementada e algum aspecto e será preciso todos os equipamentos para pegar completar os desafios de Riddler, valendo lembrar o grande numero de extras(troféus,Mapas de desafios,e ) lembrando que o  jogador pode optar por um estilo de jogo mais furtivo sem enfrentar todo inimigo que ve pela frente, mas o legal é bater(e ganhar experiência e destravar upgrades!) o mapa é enorme mas estilo Deus Ex Revolution e Assassins Creed(você não pode entrar em todas as estruturas) o que faz sentido pois seria um labirinto infernal mesmo com um mapa bem detalhado, mais quebra cabeças foram adicionados e um “modo detetive” (certos objetos podem ser examinados para lhe dar pistas dos mistérios).  oque pode decepcionar ou agradar dependendo do estilo do jogador é a facilidade dos chefes, nenhum é difícil, o difícil ou demorado é chegar neles  mas quem quer dificuldade vire o jogo e use o New Game Plus apesar de já vir com equipamentos e tudo, a dificuldade dos inimigos aumenta muito.
Nota9.0/10

Gráfico
Bem feito mas algumas texturas tem alguns problemas de ajuste mas nada que atrapalhe a diversão, o cenário esta bem feito, personagens bem trabalhados e boas cutcenes, com exceção do final que poderia ser mais longo em minha opinião.
Nota: 8.0/10
Som
Muito bom, principalmente  a voz dos personagens em especial os super vilões , o fraco ficou nas vozes dos inimigos comuns pois se repetiram muito, mesmo para esse tipo de inimigo. mas fora isso os sons de ambiente  as trilhas  etc estão muito bem trabalhadas
Nota: 9.5/10

Nota final: 9.0/10

Já disponível para Pré ordem na UZ Games(Bourbon Country e Ipiranga) 199, 90 versão de PS3 e Xbox 360 previsão de chegada para ultima semana de Outubro.

0 comentário em “Grandes Lançamentos de 2011: Revisão de Batman: Arkham City”

  1. Douglas Henrique

    Sabem me dizer se o jogo terá multiplayer? No começo falaram que ia ser fantástico, mas depois disseram que não ia ter mais.

  2. Douglas Henrique

    Hum… OK.
    Ia ter sim, fizeram uma super propaganda do multiplayer, falando que ia ser algo revolucionário,que ia ter uma história a parte e coisas do tipo. Bem… que pena que realmente foi cancelado, vamos esperar que eles cumpram a promessa na próxima.
    Obrigado por tirar essa dúvida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *