Soldados afirmam que jogos de tiro atuais não são tão reais assim



O site americano IGN entrevistou 3 soldados e perguntou a opinião deles a respeito dos jogos de tiro atuais querendo saber o quão longe da realidade eles estão e a resposta foi que estão bem longe.

Segundo a fonte os soldados  afirmam que video games não estão nem perto de recriar a tensão emocional que se sente ao estar em combate e na vida real é muito diferente e pois no videogame o foco tático é no individual e  de verdade os soldados são treinados para focarem na equipe.
Marine Lance Corporal Nicko Requesto diz ” uma coisa é certa nenhum inimigo ficara esposo para ser atingido facilmente por você, mas a maior parte do tempo os inimigos nesses jogos gostam de ficar na frente da minha arma, Soldados aprendem a cobrir uns aos outros como equipe cobrindo toda a linha de tiro e mantendo uma posição dominante e então  se movimentar para  acertar o inimigo com fogo”
Requesto  afirma que nos jogos a muita muição e vários tipos de armas disponíveis mas na via real os pentes só tem  capacidade de 30 bals e a maioria dos soldados nem  consegue ver tantos tipos de armas pois os militares só permite que alguns tipos de rifles em serviço sejam usados.U.S. Army Staff Sergeant Brian Gonterma afirma que a IA dos inimigos não é sofisticada o bastante para que eles se comportem como humanos pois agem inteiramente baseado em regras sistemáticas criadas pelos programadores então no jogo voce sabe o que esperar mas na vida real a situação muda a todo instante”

Requesto afirma que missões em esquadrões de 4 pessoas realmente existem mais as estilo lobo solitários(onde se esta sozinho, algo comum em games de tiro) não existem, pois a o Sistema Companheiro você cuida de mim eu cuido de você e no  no minimo se vai em duplas.
Fonte IGN

PS: vou botar só até aqui pois foi uma longa entrevista e eu traduzo a mão e ha outras noticias a serem postadas e ja deu pra ter uma ideia da diferença entre realidade e jogo né

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *